quarta-feira, 20 de junho de 2012

Apenas só mais uma de amor


Fazer carinho com os pés é íntimo demais. Guardo isso apenas pro mais raro amor!


Amores de verdade é que me encantam.

Amores de gente com defeitos
Amores não de pessoas iguais, e sim pessoas que se completam.
Amores que fazem qualquer conversa longa parecer a mais breve!
Amores que criam vínculos, que não são submetidos. E sim, cúmplices!
Não procuro o ideal. Mesmo num mundo onde se pode encontrar mais do que se sonha.
Procuro o que completa.
Todo mundo procura!
Quem procura ideal é imaturo.
E quem disse que precisa ser compatível ? Num mundo com tantos amores estranhos, o importante é fazer feliz.

Mas assim mesmo como eu disse: Sem submeter! Apenas ser inteiramente cúmplice. 

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Talvez, eu deveria ter ficado. {finalizado}



Eu talvez, deveria ter ficado... ficado com o futuro feliz e seguro, com todos os planos e promessas. Com aquelas amizades. Ficado com a minha esperança e com meus sonhos, com a sensação de proteção e felicidade. Com todos os abraços e os sorrisos... Mas parti.

Mas não era bem por aí, não é?




Estou chegando Cidade Cinza !!!




E cheguei. Hoje fazem 1 ano e 2 meses.

ABERRAÇÃO

O homem é o fim de tudo - David Rangel

Nós seres humanos tão “inteligentes” combatemos a milhares de pragas de todas as espécies por milhares de anos, fazemos projetos de preservação, lemos, escrevemos, deciframos a história … Mas nos recusamos a ver, que a única praga a ser combatida somos nós.
Nós que fazemos a guerra, e nós que trazemos a desgraça por todos os anos e lugares.
Pensem bem: nós não fazemos parte da cadeia alimentar. Somos uma aberração, um erro genético. Mas nos achamos superiores! Até inventamos um DEUS com nossa imagem e semelhança!

Pobres seres humanos, tão sozinhos, tão errantes … Ao ver que não se encaixavam em NADA, criaram um ser supremos em suas cabeças para se sentirem importantes e parte de alguma coisa.

Vejam bem, eu não estou discutindo religião, nem a existência de uma força maior! Eu estou apenas mostrando o óbvio, nós nos sentimos SOZINHOS. Porque nós não fazemos parte de nada dentro do nosso próprio planeta. Somos parasitas! Comemos e destruímos tudo, e nos sentimos melhores quando combatemos gafanhotos numa plantação. NÓS SOMOS OS GAFANHOTOS desse planeta azul! O planeta não precisa de nós pra viver, mas sem o planeta nós vamos morrer. Só os mais ricos se mudarão pra marte ou o novo planeta Terra, como preferirem chamar. Assim como todo parasita faz. Assim como todas as pragas: Se mudam quando acaba a fartura!

E eu, no auge da minha frieza, ao ver sentido na Al Qaeda matar pessoas e plantar árvores, como ser humana falha, ainda me emociono ao ver a bondade inútil, e ao ver a evolução simples. O cara que sai do ócio e se torna alguém! Que passa a ter pensamentos globais, a se sensibilizar pelo oprimido ...


Oh Tábata Borges, tão tola, tão sentimental. Tão perversa e tão aberração como todos os outros … Tão humana.