quinta-feira, 26 de abril de 2012

A missão que veio da dor ...


Não vou postar uma foto triste e sofrida de um animal multilado aqui.
Isso não ajudaria em nada,
e só traria mais sofrimento para quem vê.


É mais culpa do que amor as vezes.
Não que não exista amor, existe. E muito! Mas estou falando de necessidade ...

É esse meu sentimento por essas pequenas e grandes criaturas, que nada tem haver com nossas eternas maldades!
É como se inconscientemente me martirizasse pelos pecados do mundo, é como se a culpa fosse minha!
Vai ver que estamos realmente interligados. Quer dizer, todas as pessoas do mundo, interligadas.

Vai ver que o ato de um afeta o outro, que o bater das asas de um borboleta cria um furação do outro lado do mundo …


O fato é que tenho um remorso estranho. Sinto culpa e uma necessidade muito mais sofrida do que alegre em cuidar deles, mesmo que isso custe a minha vida.



Por que ? 

domingo, 8 de abril de 2012

Zapeando

Estou de bobeira na internet
Atualizo meu blog
tateio de blog em blog para me ocupar
encontro um com documentários sobre desgraças humanas.
sinto medo.
Minha curiosidade é maior, dou play e começo a ver a introdução do primeiro documentário.
Bombas, tanques, fogo, genética, evolução! Doenças, maus tratos, judeus, campos de concentração, morte, sangue, mais bombas...
Sofrimento
a palavra: "Zeitgeist"
Meu estômago embrulha ... Sinto dificuldade para respirar. É como se o ar estivesse podre, como se eu estivesse vivenciando tudo que vejo...
Perco a paciência, muita falação. Meu medo passa e é tomado por impaciência.
Mudo pro próximo blog e deixo para trás todos os anseios que vivi em 7 segundos ou um pouco mais.
No fim, computador é como televisão. Vivemos zapeando no tédio.


Zap!!