segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

F.C.

Quando eu fecho meus olhos,
eu ouço suas asas de
veludo e quase choro.

Esta luz que vem
de você me
mantém respirando.

Oh, anjo
nós iremos nos encontrar
novamente. Eu
rezarei por isto.

E quando meus pecados
forem pagos
me prenda nas suas
asas e me segure
para sempre.



Anjo,
me liberte.
Anjo,
me leve embora.

Judas Priest de Thiago Facuri em Freezer Brain


Tão amiga, que nem se importaria mais tanto, em morrer ...
Pois tem esperanças de reencontra-lo.

Ao querido Felipe Couto, que jaz frio, com uma parte de mim.
Espero que aja vodka e tequila no céu! Pois você me deve um brinde, querido cúmplice !

sábado, 21 de janeiro de 2012

Devaneios de despedida

Hoje é uma noite daquelas em minha cidade, que me lembra muito quando eu era criança, perdia o sono, sempre nessa mesma casa (não morei em tantas casas. Na verdade, quando criei certa consciência já estava nessa), e ficava atenta a tudo, até voltar a pegar no sono.

Meu quarto está quente por causa do computador, mas lá fora está uma noite fresca de verão. Tem grilos fazendo barulho lá fora, fazia muito tempo que eu não ouvia isso (ou não prestava atenção).
Tem um Duende repousando em minha cama, meu cachorro adora ele! Estávamos vendo O Silêncio Dos Inocentes pelo computador, mas duendes não gostam tanto de filmes de terror. Na verdade, é suspense. Mas ele estava cansado... Se entediou e caiu no sono. Meu cachorro também migrou pro quarto dos meus pais. Talvez só eu goste desse tipo de coisa, rs.

Na verdade eu comecei esse post, pra falar dos grilos e da minha ida até São Paulo (capital. Eu moro no litoral),
mas penso que seria divertido falar um pouco também das gaivotas que ouvi cantar, numa manhã recente que passei acordada.
Isso também me lembra infância. É foda, porque eu sempre morei aqui (não que isso seja ruim, pelo contrário.) então qualquer lembrança, vai me lembrar infância. Minha vida não mudou drasticamente nunca (ainda).
Sei que é moda, mas se eu viesse a tatuar isso:


Teria mais significado pra mim do que pra muita gente que sai se tatuando por moda.
Nada contra pra falar a verdade. Cada um é dono da pele que tem. Mas como tem significado para mim, a probabilidade de eu me arrepender é menor.
Sempre observei as gaivotas quando ia a praia. Com o tempo elas foram diminuindo...
Minha curiosidade de cientista me instiga hoje a saber, POR QUÊ elas foram desaparecendo.
Será que foi distração minha, ou realmente elas estão sumindo da praia onde eu moro?
Elas são tão lindas ...
Vocês já viram um gaivota de perto ? É muito maior do que parece!
Vira um animal imponente de asas abertas! A parte branca parece sorvete de creme ... Mal consigo notar que são penas. E a parte escura, parece petróleo.
Os olhos parecem pretos, mas são claros. Eu acho um pouco meigo. Mas as vezes, são indiferentes, estão mais preocupadas em raptar pequenos peixes da beira d'agua do que comigo.



Meu cachorro adora correr atrás. Mas ele não é páreo. Simplesmente vai atrás, pelo prazer de correr molhando as patas, bobo, me apaixonando pelo jeito de filhote.
Já tem lá quase dez anos, mas pra mim será bebê até o dia que morrer . As vezes perguntam se o Max é meu filho, pelo modo que falo dele. É quase, é meu filho de quatro patas.

Vou sentir falta de acordar no meu quarto espaçoso, se abraçar meus quatro cachorros a hora que eu sentir vontade,
vou sentir saudade do som dos grilos à noite, e das gaivotas tagarelando em cima do meu telhado de manhã.
Sentirei falta do cheiro de praia
Da comida da minha mãe
e do meu pai que nunca me cobra.
Sentirei falta do Duende. Coitados, duendes tem problemas com internet quase sempre.

Eu já havia falado a vocês que eu tinha um segredo, uma surpresa ? Não me lembro ... E não hei de lembrar, não ponho tags nos meus posts ...
Mas pois é, eu tenho sim um segredo surpresa.
Deveria revelar nesse post, mas fiquei com preguiça. A inspiração se inclinou para o outro lado.

Digam-me: Vocês tem sonhos? Quais estão mais próximos de se realizar ?
Vocês já sofreram mudanças? Foram boas ou ruins? Foram ruins no início e se tornaram boas, ou foi o contrário ?
Como é fazer novos amigos?
Vocês moram com os pais? Avós? Tios? Sós ?
Como se sentem em relação a isso ?

Me falem de vocês.
Eu me importo .


Próximo post eu conto tudo ;)
...

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Teoria de um Duende

Um Duende me contou, que quando era jovem, tinha uma teoria que dizia:

"Tudo é acostumável"

Resolvi, a partir de hoje, tentar levar isso em consideração . Afinal, é uma faca de dois gomos!
Ser "acostumável", pode servir para alguém se tornar cômodo, e de fato, isso acontece.
Eu sou frequentemente um exemplo disso.
Por outro lado, isso pode ser usado de modo positivo também.
Querem um exemplo ?
Ok:

Dói ? Relaxa. Pois tudo é acostumável .
Não que vá parar de doer, necessariamente. Mas você, eu, nós, nos acostumamos.
É como um joelho ferido que deixa cicatriz, a pele se torna sensível, mas você não vai passar a vida inteira chorando por ele.

Só pra ficar ainda mais claro: Não importa o tamanho do seu problema (a menos que você esteja devendo dinheiro para algum traficante ou para algum agiota, e correndo risco de vida. Aí pode se desesperar e pular este post.) não se aflija com medo de que nunca vai passar. Você há de se acostumar.

(Por falar em clareza, deixarei praticamente transparente: Isso não é nenhum tipo de metáfora, pra falar de alguém entrelinhas. É sério, gostei mesmo dessa teoria. Acho que o Duende era realmente mágico!)

Espero que esse meu devaneio lhes sirva de algum modo ... Aqui é um diário, mas gosto quando serve de reflexão.

Sobre o Duende
(a única parte metafórica):

Acho que o Duende também quer que isso lhes tenha servido para algo. É mais vivido do que eu ... Sabe o que diz. Converso com ele quase todas as noites, exceto quando está ocupado com seus próprios afazeres, na floresta. Esse é um Duende urbano apesar disso. Ainda assim, tem pendências de duende. Diz que quer se mudar para uma cidade grande, e deixar a vila dos duendes para trás. É um sujeito ambicioso, apesar de já ter perdido o pote de ouro a algum tempo.
Mas duendes são espertos! Ele diz que os leprechauns fazem dinheiro rápido! Quer seguir flow (fluxo).
Deve ser coisa de duende ...
Ele sempre me dá conselhos, me diverte com suas histórias e ajuda a me dar gás!
Com ele aprendi, que quando você vê um cara sentado na ponta de um arco-íris, mesmo que você não esteja o procurando, vale a pena sentar e escutar.
Tem sempre alguém querendo lhe mostrar o outro lado da moeda
(Desculpem o trocadilho, rs)



Enfim, estou com sono.
Até a próxima quando eu servir outro copo de leite ao Duende,
e tiver boas histórias para lhes compartilhar! ;)


sábado, 7 de janeiro de 2012

USP anti ocupação

Alguém pode me dizer o que está acontecendo ? De uma hora pra outra, ligamos a tv e os universitários mais "inteligentes" do país estão sendo marginalizados pela televisão . E o melhor : Ninguém faz nada, além de acreditar em tudo que vê nos jornais e na tv, sem nem ao menos se por no lugar ou pensar que é tudo (ou uma boa parte) manipulação . Será que é tão difícil questionar as coisas ?


Estou ao lado dos alunos da USP até segunda ordem .
Digo isso, pois pra mim está claro que há uma manipulação de informações do que realmente está acontecendo lá, pela televisão e jornais .
Não acredito que ninguém percebe isso! É como se eles usassem tudo que os alunos podem dizer de pior, para fazer a massa acreditar que a polícia está certa . ALGUÉM JÁ VIU EM ALGUMA REPORTAGEM OS UNIVERSITÁRIOS EXPLICANDO O PORQUÊ DA CONFUSÃO ? Eu só vejo a mídia mostrar o que convém, como jovens usando maconha . Aí a mídia usa o preconceito de VOCÊS para conseguir apoio . Aliás, que atitude impensada a deles, mas mesmo assim deveríamos julgar TODOS por apenas três ou quatro estudantes de geografia maconheiros ?

"OH MEUS DEUS, ESSES UNIVERSITÁRIOS VAGABUNDOS NÃO QUEREM QUE A POLÍCIA SE INSTALE NO CAMPUS PORQUE ELES QUEREM ZUAR A VONTADE !"

Ponham-se no lugar deles ... Vocês arriscariam suas lindas peles, só por causa de uma baseadinho ? Arriscariam fazer tumulto, levar porrada de policiais TODAS AS VEZES que fizer tumulto, dormir mal em colchões no chão e improvisar curativos, só porque você quer continuar fumando seu baseado em paz ?! Nós vivemos num país impune, desde quando somos impedidos de usar drogas pela polícia ? A menos que você esteja numa situação desfavorável, como ser pobre e negro. Porque além de impune, nosso país é preconceituoso! Você pode estar louco de cocaína, a polícia não fará nada . A menos que você seja traficante, e ainda assim, se for traficante, só vão te incomodar, se realmente não for um traficante influente .
Até a polícia tem que pensar duas vezes antes de abordar alguém . Sabe lá se essa abordagem não fará sua própria cabeça rolar .
Até parece que vocês não vivem aqui ! Até parece que não sabem o monte de sujeira que a mídia encobre, porque não convém a eles falar mal de políticos influentes, etc. Aliás, qual político não é influente ?

Tudo bem, assumo que essa é só a minha humilde opinião, de quem não se aprofundou completamente no assunto, mas viu que tinha algo errado no assunto e resolveu se expressar . Eu posso estar equivocada em certos pontos . Parte da história pode faltar na minha cabecinha, para poder fazer sentido .
Não consigo entender, não é pela maconha, não é possível . Também não acredito que seja porque a milhões de séculos atrás a polícia não ficava dentro do campus, e os universitários podiam fazer suas greves a vontade . Porém se a história que os pm's MENTIRAM que no local onde os universitários tinham envadido, haviam coquetéis molotov (espécia de bomba caseira pra quem não sabe), fica CLARÍSSIMO o motivo pelo qual eles não querem a presença da polícia dentro do campus . Como dizia um dos cartazes deles:

" PM:
O BRAÇO DIREITO DA DIREITA ! "

Não dá pra confiar . Seria como deixar o inimigo se infiltrar no ultimo lugar onde ainda se pode expressar-se! Vamos e convenhamos, [...]

Eu não ia publicar.
Mas gostei desse meu lado, por mais que esteja certo ou errado. Gosto de pessoas criticas, e gosto quando estou assim. É uma parte minha que admiro a ponto de publicar isso para me lembrar do que eu gosto de ser. Eis o texto.


Por fim acabou que perdi o interesse nessa confusão.
Que final levou ?