terça-feira, 14 de junho de 2011

Embaixo d'agua


Acho que as pessoas ainda não entenderam a minha ligação com a água. Esses dias tentei explicar pra minha mãe (e pro Matheus, meu amigo que treinava natação comigo), já que ela não lê o meu blog (e acho que se lesse ficaria de cabelos em pé hahaha'), e nem sabe da existência do Poço dos sussurros particulares, explicarei novamente.
E agora voltando o meu foco, exatamente para como eu me sinto embaixo d'agua, e deixando de lado a minha angustia que misturei com o assunto naquele post.
Eu nado desde pequena, mas nunca fui boa competidora como o meu amigo Matheus por exemplo.
Tenho uma certa agonia de água, como cenas de pessoas submersas e etc, mas sou apaixonada por esportes aquáticos ... Surf, natação ....... etc. É uma mistura de aflição e admiração.
Quando eu estou nadando numa piscina, o que é totalmente diferente do mar, minha mente vai além. As vezes me distraio tanto, que até bato a cabeça na borda da piscina.
É como uma terapia, eu reflito melhor, e a minha mente e o meu corpo entram em harmonia, pois não é só a minha mente que viaja, o corpo também vai, de certa forma.
É a minha forma de voar.
Eu nunca sonhei que vôo, mas sempre sonhei, desde pequena, que quando tento andar rápido ou correr, não saio do lugar. Quando voltei a nadar, e tive um sonho desses, experimentei fazer conchas com as mãos, movimentar os braços, bater as pernas ... E então eu consegui me mover. Consegui fugir, ir para o alto, ir pra longe do que me perseguia. Eu estava "voado" do meu jeito.
Eu não preciso de álcool, eu não preciso de drogas ... Eu só preciso de uma piscina e de uma música alta do lado de fora dependendo do meu estado de espírito.
Mas nada embaixo d'água é alto ... Nada embaixo d'agua é irritante. A coisa mais alta que pode existir embaixo d'agua são seus pensamentos, por isso prefiro a música as vezes ... Porque as vezes nado pra esquecer meus pensamentos, e com o som alto do lado de fora, precisarei aguçar meus ouvidos enquanto eu nado. Assim só o corpo se solta, e a mente se concentra na música, que embaixo d'agua fica baixinha.

Em baixo d'agua, uma lágrima nunca é notada.
Embaixo d'agua as lágrimas nem existem. Fazem parte da atmosfera, são comuns. Você não precisa se esforçar em esconder.
Embaixo d'agua eu sou livre ...

No mar é diferente, não dá pra se concentrar tão bem e deixar os pensamentos voarem. Em rios também não, por causa da correnteza. (Em lagoas sim).
Mas uma vez tive a mesma sensação de liberdade que sinto numa piscina, e eu estava no mar.
Foi bem diferente, eu estava aprendendo a surfar, peguei uma série, e caí quando estava na crista da onda. Mas a onda estava tão forte que não tive força pra alcançar meu pé e soltar o leash (aquela cordinha que fica presa ao seu calcanhar, e a prancha, pra quem não sabe ...). Então fui arrastada pela água.
Eu me debati tanto para alcançar o leash, que acabei perdendo todo o ar, a minha cabeça batia o tempo todo no chão, e numa velocidade incrível, já que água do mar é FODA. Olhei pro alto, e só consegui ver que eu ainda estava muito submersa. O que quer dizer que faltava muito para chegar até o raso e a água perder força. Pensei "vou morrer ..." então resolvi relaxar o corpo, e morrer de uma vez. Hahaha
Pois assim, sem querer, meu corpo precisou de menos oxigênio. E eu aguentei ser arrastada até a beira numa boa.
E foi até legal viu ... Bem relaxante, se não fosse pela parte do meu rosto batendo no fundo.

3 comentários:

  1. nossa maninha historia legal demais
    vc nunca me falou dessa experiençia que vc acho ate legal magina que vc chega a morre o que eu façeria sem vc,umm que triste nem temte voltar surfear mais nao.tah? eu nao quero perder vc :)
    e dai eu tabm tenho batido contra o bordo da piscina ao nadar sem prestar atençao rsrsrrsrsr acho que é uma coisa que a quase tudo o mundo ja aconteçeu pelo menos uma vez na vida kkkkkk
    e de novo outra linda historia que vc posta ake

    ResponderExcluir
  2. "Em baixo d'agua, uma lágrima nunca é notada.
    Embaixo d'agua as lágrimas nem existem. Fazem parte da atmosfera, são comuns. Você não precisa se esforçar em esconder.
    Embaixo d'agua eu sou livre ..."
    Que lindoo seu post, Escrever é a minha forma de voar *-*
    Posso postar esse trecho no meu blog?

    ResponderExcluir
  3. KOSAKOASOKAS fique tranquila Alba, e obrigada!

    Poooooode Melissinha, fique avonts! Eu fiz um "poema" mais bonitin sobre o mesmo tema no meu tumblr. Também gostei dessa parte que escrevi kkk

    ResponderExcluir