domingo, 3 de abril de 2011

Farra entre amigos ... e ele.

Entrei só pra postar isso!



Era uma tarde como qualquer outra no meu quarto, quando um dos meus amigos que fazia parte da galera do colégio vem falar comigo pelo msn. Era o Bruno :
- Tábata, eu, a Paula, o Marcel e o João vamos sair ... Vamos? Vou passa na sua casa [...]
E topei! Sempre furo o rolê com eles, e me sinto muito mal por isso. Amo cada um deles de verdade, sinto falta e não gosto de desapontar. Mas sei que com certeza já rolam boatos que não sou tão companheira como deveria ...
Por fim, passaram aqui Paulinha, Marcel e Bruno e fomos buscar o Joe no trampo. O Marcel não queria ir, a namorada não podia sair com a gente e ele queria ir pra casa dela fazer companhia haha'. Pegamos o João, bebemos, fumamos, rimos blá blá blá.



Ai que coisa boa, que saudade deles! É estranho no começo, não me veio uma sensação nostálgica ... Mas um leve desconforto, como se eu quase tivesse me esquecido de como era tudo aquilo ... Por fim fomos até a casa da Nika, namorada do Marcel.
Ficamos um tempo lá embaixo do prédio dela, bebendo, até que subimos e conhecemos a Mãe dela (e a irmãzinha dela, muito fooofaaaa!! Todo mundo queria pegar ela no colo! kkkk). Parecia irmã, e muuuuito zueira a mãe dela! kkkkk' É que meus pais também são lá muito liberais, mas tem gente que se rasgaria de inveja da mãe que ela tem! É o tipo de mãe que dá pra levar junto pra balada e fazer vira vira de tekila que ela participa e fica todo mundo numa boa! Ela só não permite drogas e confusão (claro, certa ela.).
Risos e biritas a parte, voltamos todos para casa. Marcel, desesperado, porque tinha que acordar cedo no dia seguinte pra ir trabalhar e o pai dele é linha dura. Paula e Bruno, entrosadíssimos hahaha, e o Joe ... haa, o Joe dormiu aqui em casa.

NÃO. Nada disso ... -'- maliciosos (:

Foi tão bom rever todos, e foi tão bom e estranho ver o João Marcelo dormindo aqui em casa de novo, pra ir trabalhar no dia seguinte, e me tratando bem, com todos aqueles carinhos dele como se o tempo tivesse parado e ainda estivéssemos no colégio. Haha, acho que gosto disso.
Chegamos uma hora da manhã em casa, minha mãe ainda estava acordada (ela deve ter sido uma coruja na vida passada), comemos, discutimos, sorrimos e fomos dormir...
Então agora cedo, ele veio até o meu quarto, umas duas horas antes de dormir e ficou aqui comigo. Foi simples, mas pra mim é tão legal ... sei lá ...



Ele conversou comigo, brincou com a minha cachorra (eu durmo com a minha cachorra), disse " - Na próxima vida quero voltar cachorro da Tábata". Falou sobre a minha boca, disse que é encantado ainda por ela ... Todas essas coisas sabem ?
Deitou um momento do meu lado, me abraçou, e brisamos, como sempre viajávamos nos últimos 3 anos ...
Não dissemos quase nada, só nos abraçamos e brisamos.
Nunca mais encontrarei alguém que que se disperse comigo assim tão bem ...
'' Ou encontro alguém MUITO melhor, ou simplesmente alguém normal. Igual, acho quase impossível. ,,

Incrível, revivi o passado que nem é tão passado.

2 comentários:

  1. não sei porque mais me encantei com a história rsrs. nossa a melhor coisa é ter amigos... é como se fossem mães.. ou melhor minha mãe.. passo o tmepo que for longe,e quando encontro estão todos do mesmo jeito, com o mesmo carinho, e as mesmas besteiras. e são simplismente eles, como sempre, nada muda, inclusive nossa sintonia. eu amo vocês :D

    ResponderExcluir
  2. Sim, exatamente Paulinha! (SAOKKSOAOK PQ SERÁ NÉ?) ^^

    Amo todos, todos vocês!

    Comé que é? Vem dá um rolé comigo ♪

    ResponderExcluir