sábado, 5 de março de 2011

Meu comentário sobre o filme Bruna Surfistinha



Acabei de ver o filme Bruna Surfistinha online. Vi online porque ninguém quis ir ao cinema ver comigo, só sabiam criticar, dizer que só tem putaria, que ela é uma vagabunda e que o filme não presta.
Pessoalmente, nunca achei a verdadeira Bruna Surfistinha, Raquel, grande coisa. Não por ser puta, mas quando fiquei sabendo da existência dela, só vi mais uma aspirante a BBB querendo se aparecer na televisão. Talvez não seja mais que isso mesmo. Mas o filme é incrível!
Aquela revolta dela na adolescência, entendo que não é bonito, mas entendo e me identifico. Aliás, minha identificação com esse ser, que aos olhos dos outros é tão imundo, foi além! Na minha opinião, todo esse preconceito não passa de recalque. Comer puta todo mundo quer, prestigiar é que é difícil! Porque elas são a escória da sociedade, e tudo que vem delas é "sujo". Puro preconceito, PUTA TAMBÉM É GENTE. De repente só é menos hipócrita que o resto.

RECOMENDO ESSE FILME A TODOS!
E NÃO, ELE NÃO TEM CENAS TÃO ERÓTICAS DE SEXO EXPLÍCITO DIFERENTE DE NENHUM OUTRO FILME NACIONAL!

Sabe o que mais gostei ? Ela tem personalidade em certo ponto. Aposto que a maioria das meninas que estão lendo esse blog agora, não teriam coragem de sair do conforto de casa aos 18 anos, pra ser puta, perder a virgindade com qualquer velho xexelento e nem ao menos se sentir amada, porque é assim que se é vista quando se trabalha com isso: você é mercadoria. E mercadoria BARATA. Mesmo que tivesse coragem de sair de casa, e transar com meia dúzia de caras, com certeza depois ia surtar e correr de volta pra casa!
Sinceramente, é exatamente o que eu faria. Mesmo que fosse com rapazes bonitos e ricos, se for por falta de velhos xexelentos.
Mas a Bruna não, ela saiu por escolha dela, e aguentou até onde ela pôde! No filme ela diz que tinha uma meta. Não sei se realizou. Mas ela diz "Depois de tudo isso acho que eu fiquei menos egoísta. Se eu não tivesse saído da casa dos meus pais, talvez tudo tivesse voltado ao normal. A Bruna nem teria existido.Mas só a Bruna poderia chegar a essa conclusão, não a Raquel. Eu combinei comigo mesma que só ia deixar de fazer programa depois que conseguisse uma grana pra ficar tranqüila. Pra isso eu precisava de mais 800 programas. SE UM DIA EU SAIR DESSA VIDA, EU QUERO SAIR COMO EU ENTREI: ASSUMINDO QUE FOI UMA ESCOLHA QUE EU FIZ."
Não preciso dizer mais nada, se não fossem as drogas terem subido a cabeça dela, com todo o glamour e luxúria que ela teve, eu diria que ela sempre foi personalidade PURA.
Mas o que muita gente não entende, é que mesmo com tantos tentando ajuda-la, ela é o tipo de pessoa ou estava no tipo de situação, que só iria aprender errando.

O que acham?

4 comentários:

  1. Obs: Eu ainda quero uma companhia para ir ao cinema ver esse filme incrível.
    Quem será o ser de personalidade dotada que talvez vá me acompanhar?

    ResponderExcluir
  2. Massa,curti.Mais ate vc propria q seu comenterio mostrou personalidade coisa q se ve pouco hj em dia em adolescentes e jovens.

    ResponderExcluir