sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Feliz ano novo no poço dos sussurros particulares




Vocês já notaram como são as coisas embaixo d'agua? Tudo é meio surreal ... É quase como a insônia, quando temos insônia a sensação de tudo que vivemos no dia-a-da é uma cópia da cópia da cópia original. Nada é real, é como se você estivesse sonhando, mas é ruim, porque você nunca tem certeza se o que aconteceu foi de verdade, ou só uma alucinação que você teve por não ter dormido. Embaixo d'agua é bem parecido; só que é ao contrário. Não é ruim, mas é a mesma sensação de leveza por ter os pensamentos, livres quando se sonha, e a mesma sensação de peso, também quando se sonha. Sabe aquela parte do sonho que você tenta correr, mas quase não se move como se a gravidade te impedisse? Na água é assim. Já me peguei mexendo os braços num sonho para me mover mais rápido, como faço na água... Não me lembro se funcionou.
As vezes, quando as coisas ficam ruins, eu queria ter algum tipo de poço particular, pra enfiar a cabeça e não ouvir mais nada ... Quando se está embaixo d'agua, tudo que está de fora, vira sussurros ... E todos os seus pensamentos são o que tem de mais alto. Na melhor das hipóteses, você consegue se concentrar no som dos seus braços e pernas se agitando na água ... Mas nessa parte eu sempre me distraía, e batia a cabeça na parede, sem ver que tinha chegado até a borda da piscina. Algumas vezes batia com tanta força, que pensava que tinha aberto uma fenda na testa ... Mas isso não vem ao caso.
O  caso é que a minha casa é insuportável no final do ano. Datas comemorativas são sempre um inferno, com o meu pai fora de casa pela manha (um a menos, se querem saber), com meus planos todos indo por água abaixo e eu tendo que ficar em casa, e com a minha mãe histérica gritando e transformando tudo numa coisa que já estava ruim, e evolui para infernal. Céus, como ela grita. Cada palavra de ódio dela me corta, por mais que no fim, muitos cheguem a conclusão que é da boca pra fora. Na rua sorri, e em casa grita. Gruta por qualquer motivo, mais selvagem que um animal. Aliás, compreendo muito mais um animal, que minha mãe.
E é por isso que eu queria tanto tanto tanto um poço particular. E se ela gritasse mais alto, que fosse um poço tão barulhento quanto a água do mar, só pra abafar o som da voz dela! E só pra não dizer que sou egoísta, e estou tentando fugir da realidade, afundaria todos os outros comigo, só pra não precisarem ouvir ela descontando o stress dela. Os outros normalmente são meus cães, lógico, que não tem como se defender dos chiliques. Se eu pudesse ficar submersa por um dia todo, esses dia seria hoje. Não só eu, eles também. Assim não haveria mãe pra gritar, fogos de artifício, mentiras, ambulâncias passando pela avenida para socorrer o próximo cadáver que não vai voltar dessas férias nunca mais, não haveria notícias ruins (por outro lado, nem boas) seria um dia anestésico. Um dia só de sonhos e o som dos braços e pernas se agitando dentro d'agua.


Nesse ano de 2011, espero tomar mais coca-cola, e menos no .

Adeus ano velho, feliz ano novo ... ♫ ♪

... Feliz ano novo.

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Desconfio, logo descubro.

     Hoje meu "assistente" Luan me perguntou no msn "por que eu estava de mal humor". Eu respondi que não estava de mal humor, aquele era meu jeito normal. [...] E então ele me perguntou se eu sou sempre assim desconfiada.

hmmmm

     Será que sou mesmo? Eu respondi que sim. Uma pessoa desconfiada nada tem haver com uma pessoa ajuizada né? ahaha
Certa vez, eu estava com mais duas amigas (Mell e Alessandra) no ponto de ônibus atrasadíssimas. Eu e a Mell estávamos indo passar a noite no hospital com a mãe dela que tinha passado por uma cirurgia, e a Alessandra estava indo para casa. O grande problema, é que se eu e a Mell nos atrasássemos, não poderíamos entrar no hospital e a mãe dela ficaria sozinha!! Estávamos na merda, quando de repente, um carro para no ponto de ônibus. Dentro dele, tinha um cara que nos ofereceu carona. ... Nós nos entreolhamos todas. Eu perguntei friamente :
" - Bem, depende: você vai nos seqüestrar, tirar nossos órgãos para vender no mercado negro ou coisa parecida? "
Ele respondeu que não com uma risadinha. Então aceitamos, mesmo sem acreditar em uma só palavra. Como eu fui a grande "gênia" de aceitar o convite, fui obrigada a sentar na frente, e as outras duas ficaram no bando de trás. Ele nos deu carona até o terminal, mas estava querendo nos levar até o hospital. Resolvi seguir nossa jornada de ônibus mesmo, quando a esmola é demais o santo desconfia.

     Outras circunstâncias são quando namoramos certa pessoa, e a pessoa mal inventou uma mentirinha, já adivinhamos que o dito cujo está mentindo&aprontando! Eu já desconfiei (e acertei!) de coisas tão inocentes, como a apresentação de uma amiga, uma conversa informal, uma ligação rápida no telefone ... 

SINTO CHEIRO DE MENTIRA HÁ QUILÔMETROS!

A minha desconfiança já foi TÃO LONGE, que eu descobri o que a pessoa ia fazer, antes mesmo de ela aprontar! Me orgulho tanto disso, minha sagacidade já me levou a ADIVINHAR que a pessoa ia aprontar, e me fingir de burra só para ver a pessoa aprontar e ter certeza absoluta que ela ia aprontar, só para depois eu não ficar com peso na consciência achando que "talvez eu esteja errada e ele não tenha feito nada". Sou dessas práticas que matam dois coelhos numa cajadada só.

E vocês ? Já aconteceu algo assim ? Até onde vai a desconfiança, e o que aconteceu depois?

sábado, 25 de dezembro de 2010

E então é natal ...



Passei o natal em casa com minha familia, ao contrário do que tinha planejado antes, que era passar na casa da minha amiga Mell. Meu primo não veio, só veio meu tio-irmão de criação. Então ficamos eu, ele, meu pai, minha mãe e meus cães com medo das bombas de comemoração.
Malditas bombas, meus cães se apavoram! De cinco deles, três estavam com medo!
Enfim, tirei fotos, achei bom tirar fotos, preciso de fotos em família recentes pois sei que um dia me farão falta. Não consegui fotografar com todos os cães, só com o Max e com a Holly, mas já está de bom tamanho por enquanto. Uma gracinha! Quando eu finalmente me mudar, vou imprimir essa foto e por na minha sala. (OH CÉUS, COMO QUERO ME MUDAR!!!!)

Achei tudo um tédio. Quer dizer, é legal estar com a minha familia, milagrosamente não houve brigas e eu não me arrependi de ter passado o natal em casa como sempre, mas acho que minha familia já se desgastou para festas de fim de ano. Teria mesmo que vir muitas outras pessoas de fora pra dar certo, e ter risadas, música alta e bebedeiras! É quase como um jantar qualquer comemorar o natal com os meus pais ... Com vocês também é assim? Duvido ...

Fiquei sabendo que em Mongaguá (cidade ao lado da minha) está tendo tendas de música eletrônica e funk na praia. Vamos ver se isso esquenta o meu verão! ahaha
Talvez a passagem do ano por lá seja boa. Talvez. Depois eu posto o que suceder ....
Esse post de hoje está fraco.

Natal é tempo de festa, de confraternização ♥
Mas claro que sempre falta, o amigo FURÃO (eu --' )
Mas veio aquela mala, e o que só vem pra comer!
E o outro que sei que sonha em ser a Beyoncé ;~ (ui)
É tempo de luz, presente e coral
Rabanada quentinha e o peru de natal 6'
Aceite essa musiquinha, presente é caro demais
Desejo a vós alegria e um natal cheio de paz! ♪

Merry Christmas Praiagrandese (:

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

O amor que nunca soube dar



Você já gostou MUITO de uma pessoa ? Mas gostar assim no sentido de não conhecer NUNCA MAIS ou durante muito tempo alguém igualmente especial pra você, e especial como pessoa ? Eu já. Não sei hoje se amei, mas sei que até hoje foi o sentimento mais forte que tive por alguém, e sei que já sofri demais por diversos relacionamentos amorosos, como todos hão de sofrer ou também já sofreram. É natural, a vida é assim. Mas esse rapaz me foi um EXEMPLO como pessoa e como namorado.
Não quero dizer que ele foi completamente correto. Nem eu. Mas nenhum erro importa, diante da grandeza do sentimento que tive por ele, diante do respeito e da admiração! ... Hoje aos poucos algumas coisas vão se desfazendo, outras vão se modificando em relação a nós. Umas para melhor, outras nem tanto. Mas me vi aqui obrigada a cita-lo em meu diário, pois ele foi um pedaço da minha história.
Tem coisas que dão e passam, mas tem outras que te modificam para sempre, e constroem o que você é hoje, ou quem será amanhã.

Hoje eu busco um amor igual ou maior do que este que senti. Mas esse amor, é muito especial, não será dado a qualquer um. Não por se conservadora ou coisa assim, mas não posso oferece-lo assim, eu não suportaria o desengano. Por isso não tenho pressa na busca desse amor! É valioso demais, e por mais que eu deseje imensamente reparti-lo, preciso ter calma para não me estrepar. Sei que hei de namorar muitos outros, e crer que amo muitos outros ... Outros nem tanto, virão apenas para me passar o tempo agradavelmente. Mas sei com certeza que muitas águas virão. E um dia hei de oferecer esse amor a pessoa certa, ou leva-lo comigo ao túmulo.

"Pra você guardei o amor que nunca soube dar, o amor que tive e recebi sem me deixar sentir
Sem conseguir provar, sem entregar e repartir ...
Pra você guardei o amor que sempre quis mostrar, o amor que vive em mim, vem visitar!
Sorrir, vem colorir, solar, vem esquentar e permitir!
(...)
Guardei sem ter porque, nem por razão, ou coisa outra qualquer
Além de não saber como fazer
Pra ter um jeito meu de me mostrar ... " ♪

Para quem darei esse amor, ainda não sei. Pode ser que futuramente eu encontre o merecedor. Pode ser, que também futuramente, eu venha a ceder esse mesmo amor para a mesma pessoa que o fez existir, e com mais intensidade! Nunca se sabe não é? Já diz o ditado "o futuro a Deus pertence". Seria interessante ceder esse amor à ele novamente no futuro, e dessa vez, sem erros pra afastar! Mas ele teria que evoluir em alguns aspectos sociais para isso, e isso dele já não espero infelizmente. (Não estou culpando-o de nada, nem me insentando da minha parcela de culpa por não termos dado certo. O caso nem é esse no momento.)
Enfim, esse post explica muito de mim. Explica porque eu sofri e hei de sofrer por ceder amor demais, e também por eu ser tão desprendida para com outros casos, em que eu apenas como na descrição do blog sou como a chuva de verão, que dá e passa. Pois ninguém vive sem amor, seja sério ou seja passageiro.

O que acham ?

Créditos:
Edição de fotos (ganhei um assistente!) : Luan de Oliveira Medeiros
música: Pra você guardei o amor de Nando Reis
texto: Tábata Borges (eu, é claro)

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Citação digna de twitter

Avião sem asa, fogueira sem brasa, sou eu assim se você ...
Pe Lu sem chapinha, Pe Lanza sem calcinha, sou eu assim se você ♪


domingo, 19 de dezembro de 2010

Citação do presente de Natal

Pois de todas as coisas que eu pedi no natal, você é aquela que eu mais desejo ter em minhas mãos!

(Sonho meu ♪ )


Desculpa gente, ele é muito gato.
E agora tenho queda por indígenas, o que posso fazer? ahahah

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Vinni diz:




''Tanto tempo sem ela e em apenas um minuto ao seu lado parecia que ela nunca tinha saido da minha presença.
Eu sempre imagino como vai ser daqui alguns anos, como tudo vai estar com o decorrer e acontecer de todos os planos que hoje imaginamos, e ao final sempre me pergunto: "Essa seria nossa última chance ?".'

'

Por Vinicius Januario Dias ♥           .                      
 (retirado de algum blog aê)

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Citação do dia de ontem




Se faz de boba e nem percebe, que a falsidade lhe persegue
Ele é o amor da sua vida, mas já chegou na sua melhor amiga.

Seu namoro é um cuzão! Não que eu seja melhor que ele ...
Mas faz partir meu coração te ver chorar pensando nele.


domingo, 12 de dezembro de 2010

Churras com os universitários da capital part.2


Qual é o problema desses caras ? Será que eles não percebem que a longo prazo eles estão colocando a sanidade dessas meninas a prova por essas coisas que eles fazem ? Não é uma simples traição, é a reputação delas que está em jogo, e é a confiança que se deposita numa filho da puta, que só tá te passando a perna!
Fiquei horrorizada, revoltada. Tive vontade de soca-lo, tive vontade de ir embora, tive vontade de vomitar nele! Em todos eles!
E depois sabem que eu sou pra eles ? A garota sem humor. A CHATA! "Porque a sua amiga tem que ser tão contraditória, Mell?" A Mell disse que eu fui estúpida com eles ... Ai coitadinhos não, é? Como eu pude ser tão malvada com esses pobres garotinhos que não fazem mal a ninguém!
Não estou dizendo que nunca traí. Pelo contrário, traí sim. Mas nunca manchei tanto o nome de uma pessoa por querer. E nunca persuadi e enganei tanto alguém a longo prazo, só pra ter a estabilidade de alguém ao meu lado,  enquanto eu toco o puteiro nas costas desse alguém! E eu não era assim! Até ser traída durante três anos da minha vida por um grande desgraçado que me persuadiu e me ensinou tudo de PODRE que eu sei que eu sei hoje.
Não dá pra expressar a minha RAIVA perante essa situação! Estou tendo náuseas até agora com o que ouvi! Um disse "mas apesar das outras, a minha namorada está num pedestal pra mim! Eu AMO a minha namorada!!". Encheu a boca mesmo pra dizer que amava aquela coitada que se Deus quiser, vai abrir os olhos como eu abri,  ter NOJO dele, e amaldiçoá-lo até onde aguentar! Minha amiga disse " ouuun *-* " quando ele disse que amava a namorada. Claro né, ouun que como ele é amaldiçoado, transa com várias na rua e depois enche a boca pra dizer que a ama. Não é lindo? *-* AI, É UM HOMEM ASSIM QUE DESEJO PARA CASAR! ¬¬

No meio disso tudo, tinha um garoto (esqueci o nome dele, e mesmo que lembrasse, é anti-ético citar) que estava sendo um amor comigo! É claro que eu não estava colocando grandes expectativas nele só porque ele estava sendo legal, pois se ele fosse tão legal, nem amigo daqueles trastes era. Mas a esperança é a ultima que morre. Enquanto um deles contava seus feitos para todos, só para humilhar um pouco mais a memória da namorada, e ser vangloriado entre os amigos, ele fez uma flor de papel pra mim. Aliás, fez milhares delas! Até me ensinou a fazer ... Não tinha como eu pará-lo, ele se pôs a fazer milhares de flores e eu só fui aceitando ... Achei uma graça, apesar dos excessos. Levei todas comigo, como se fossem presentes de uma criança, pois era assim que eu estava levando aquilo.
Na hora de ir embora, me despedi de todos (exceto do que falou demais sobre a namorada traída) e fui embora com a minha amiga. De repente, o garoto sai correndo atrás de mim. Óh céus, isso não poderia estar acontecendo! E eu já estava indo embora meio aborrecida. Aí ele disse - "posso falar com você?", e eu me apavorei - "nã-nã-não! não tenho nada pra conversar, volta pra casa.". Pra bom entendedor meia palavra basta, mas pra ele com certeza não bastou. Ele agarrou meu braço - "É rapidinho!", eu soltei meu braço e disse - " não quero conversar meu, para!" mas ele insistiu tanto que resolvi ouvi-lo. Ele estava muito sem graça, mas com certeza ele ia tentar me beijar do nada ali, e não ia prestar. Ele começou - "Olha, eu sou meio tímido e ..." e eu interrompi - "Eu não vou ficar com você." ... Ele arregalou os olhos e disse - " Nossa, por que??" , deu dó, não sei o que passou na cabeça dele, mas fazer o que, eu não podia ficar perdendo tempo, vai que ele interpreta isso de forma errada e resolve me beijar?! Então eu disse em tom de desculpas - " Olha, eu sei que os seus amigos vão pesar na sua, mas eu não vou ficar contigo. Obrigada pelas flores, sorry. " ... Eis que o cordeirinho se transformou! Ficou indignado que eu não quis beija-lo!! Quando eu dei as costas ele disse - " Nossa ... Ridícula! ". Eu retruquei - " VIRGEM ¬¬ " e continuei caminhando. Moleque retardado, pelo menos aí a Mell acordou pra vida! Quando eu contei o que ele disse ficou indignada. Na verdade eu já não esperava coisa melhor dele. Joguei as florzinhas fora ... Melhor assim.

Recado pra você, nerd oprimido que sente dó de si mesmo, que como aquele garoto, pensa que só porque tenta se diferenciar dos outros homens sendo amoroso e educado, nenhuma garota é obrigada a ficar com vocês por isso! E tão pouco vocês tem o direito de xinga-la ou odiá-la por isso! Vocês não são mais especiais porque fingem ser mais especiais, e ninguém tem pena de quem tem pena de si mesmo.

Só.

Churrasco com os universitários da capital


Ontem minha amiga Mell me ligou de noite do nada dizendo pra eu me arrumar, pois iríamos para um "churrasco" na casa de um amigo dela que mora na capital e veio pra cá com os amigos da faculdade.
Na hora, já logo pensei "putaria", mas ela me garantiu que os pais dele estavam em casa. É claro que eles não estavam, mas os rapazes também eram até inofensivos, nada de homenzarrões boêmios e freqüentadores de bordeis.
Pois bem, o início foi até divertido, todos com um certo perfil de "colírio da capricho", parti para os destilados e logo estávamos todo rindo e nos dando bem. É claro que sempre tinha um ou outro JURANDO que estavam lidando com coelhinhas inocentes, e tentavam nos deixar mais alegres com vodka, para quem sabe sermos mais "liberais" . Tolos, mal sabem eles que meu apelido é TEQUILA ahahaha'.
Estava tudo muito bom, tudo muito bem, (tinha até uns garotos que eu já conheço, que são daqui do meu bairro mesmo) mas logo os meninos começaram a se soltar demais e ficaram insuportaveis. Pra Mell é tudo normal né, ela tem uma paciência de Jó! Mas eu não!
Os meninos se poram a falar sobre suas puladas de cerca na maior cara de pau. No recinto só estávamos eu, a Mell e mais uma garota de cabelos pretos que ficou de coração apertado com o que eles disseram, pois está namorava e claro que não queria acreditar no que eles diziam sobre todo homem ser igual, e que a natureza deles trair. (Creio que terei que mudar a natureza do homem que se atrever a me namorar então, há!)
DETALHE: TODOS NAMORAVAM. E não era a pouco tempo não! Todos de aliança, deixaram as namoradas em casa, e vieram tocar o puteiro com os amiguinhos no litoral. O que namorava a menos tempo ali, tinha um ano de namoro. O que namorava a mais tempo, tinha SEIS ANOS DE NAMORO. Lindos não?
Esse de um ano de namoro, queria me beijar a todo custo, mas eu não quis, LÓGICO. Não quis nenhum. Até o admirei em determinado momento, quando ele deixou um segundo de falar sobre as tramóias, pelas costas da namorada, e começou a falar de suas realizações e metas. Se ele não fosse um sujeito de caráter tão imundo, diria até que é um homem de verdade apesar de ser novo, tinha apenas 19. Todas as pessoas deveriam ter suas metas, e ter essa garra e perseverança para alcançar o que almeja. Eu já desisti de uma pessoa, porque ela não tinha metas! Mas isso é outra história (...)
Fiquei tão horrorizada enquanto eles falavam. Esse que queria me beijar, me lembrou tanto meu primeiro namorado (namorei 3 anos). Um nojo, uma pessoa sem escrúpulos! Trai a namorada e fala pra quem quiser ouvir, como se fosse uma honra! Eu me tornei uma pessoa tão amargurada por isso ...
No fim da noite, o mais amigável ficou BRAVO comigo, porque eu não quis beija-lo. Me chamou de ridícula.
EU que sou ridícula, né? (:

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Todo mundo já passou ou vai passar por isso


Eu sei como é se segurar e deixar pra chorar só quando ligar o chuveiro, pois assim ninguém percebe.
Eu sei como é refletir sobre a vida antes de dormir e se certificar que ninguém está ouvindo para começar a soluçar.
Eu sei como é sofrer tão dolorosamente, que as vezes você precisa fingir que vai ao banheiro, ou beber água apenas para lavar o rosto e se recompor.
Eu sei como é ter os olhos úmidos, e aquele medo de que não seja forte o suficiente para segurar as lágrimas quando se está em público.
Eu sei como é sentir aquele NÓ ENORME na garganta, que te sufoca até que você cede e chora.
Eu sei como é você sentar na cama, pegar o travesseiro e chorar tanto, mas tanto, que surpreende-se com o rio que terá que esconder da sua família!

Acredite, eu sei como é tudo isso ...

Fucking Love

sábado, 4 de dezembro de 2010

Secret in Paris ...



Falei no twitter que não ia postar, mas não resisto ficar longe!

Então muito receosa, contarei a vocês um segredo ... Não um segredo absoluto, mas é íntimo.
É íntimo porque quase ninguém acreditaria, vou resumir para não ficar uma coisa muito fantasiosa!
Eu tenho uma ligação com Paris. Percebi a uns 3 anos ... Sei que parece muito história da Disney, mas não estou aqui para me justificar, me desculpem mas acredita quem quer.
Explicarei: tudo começou com um sonho em um lugar que eu nunca tinha visto. Então não dei atenção, pensei que fosse só mais algum desses lugares que a gente sonha e não existem. Mas talvez alguns meses ou anos depois (minha noção de tempo é péssima), eu estava vendo na Mtv um programa com o João Gordo, do qual não me lembro o nome, eu ACHO que era "Gordo Viaja" ou algo assim. Ele viajava para vários lugares e se não me engano gravava tudo por uma câmera de celular. Num desses lugares que ele visitou, digamos que ele passou por uma ruela ... Achei tão familiar ... Quando finalmente lembrei o PORQUÊ, ele já estava lá explicando a história do lugar (pensei que fosse uma rua como qualquer outra) ! Disse (não prestei exatamente tanta atenção, estava espantada por o lugar que sonhei existir) algo sobre pendurarem corpos de presos nas janelas não sei em qual época ... Uma história bem macabra. Achei ótimo! Se o lugar tem história, fica mais fácil de eu encontra-lo mais tarde. A partir daí os "djavús" não pararam mais! Sonhei com diversas coisas, e a maioria dos meus gostos me levam a isso, Paris!
Já foram lagos, parques, músicas, acontecimentos, quadros, lugares ... De uma forma ou de outra, as coisas que acontecem comigo vão tendo essa relação. E sempre mais relação com coisas antigas ... Lá pra meados de 19
Agora por exemplo, acabei de ter outro "acontecimento estranho" : Eu quis ouvir um determinado tipo de música agora, mas não tinha idéia do que digitar, pois em sei direito o que é. Então me veio o impulso de digitar na busca "musicas natalinas francesas" e no site Mini Web Educação encontrei a "recomendação" de uma canção tradicional francesa "Les Agnes dans nos Campagnes" e era exatamente o que eu desejava ouvir.
Chorei, estou até de olhos ardendo. Não por nada, gostei da música mesmo. Era exatamente o que eu queria ouvir. Mas como eu sabia que era música natalina francesa?
Compreendem? Eu vivo cercada por esses pequenos mistérios.
É por isso que ha algum tempo, decidi que irei visitar Paris algum dia, e desvendar essa minha ligação.
Já disse aos meus amigos hahaha, ou volto casada ou morta Haha!
Dizem que dá na mesma. (:

Obs: se eu encontrasse algum link do programa Gordo Viaja eu deixaria aqui para vocês, mas não encontrei nada. Só lembro que foi um programa de 8 episódios com duração de 30 minutos cada. O episódio 6 foi sobre Montpellier e Paris na primeira parte. Só sei isso =\