domingo, 28 de novembro de 2010

As vezes ele me vem a cabeça ...

Ah! Fiquei pensando hoje na praia, enquanto olhava o mar da areia com o Carlos, falando sobre qualquer coisa do lado ... Passou um carro de algum trabalhador de praia qualquer, e pensei no Joe (amigos, ex namorado, peguete, amante, parceiro de brisa .....etc). Certa vez eu já estive numa situação bem parecida, com um 'amigo' no calçadão conversando, ele passou, viu, e pensou besteira lógico.
O que será que aconteceria dessas vez? Será que ele pensaria bobagem de novo ? Será que ele confia em mim agora? Haha ...
Deus, eu vou casar com um surfista ?
É confuso demais pensar no João Marcelo. 
Desisto.

Pode crer, que tudo vai dar certo ♪



Manhã na praia

Praia Grande ...

Ai gente, como é boa essa sensação de liberdade que eu estou sentindo!
Hoje eu não dormi de noite. Cheguei meia noite do rolêzinho, e depois fiquei aqui no computador até que perdi o sono. Quando deu uma 5:00 da manhã, me deu vontade de ir até a praia, mas com quem?! Resolvi ligar pro Carlos mas sem esperanças. Pensei que ele só fosse ler a mensagem chamando para ir à praia depois do meio dia. E não é que ele respondeu na mesma hora?! Disse "BORA" ! Nossa fiquei tão feliz! hahaha
Tomei um suco de pêssego com soja que tinha na geladeira em dois minutos, que nem senti o gosto direito! Umas 6:00 horas ele passou aqui com a cara toda amassada e corremos pra praia!
Lá estava PERFEITO, um ventinho gelado ainda, mas como eu não tinha dormido, estava elétrica, então nem sentia frio. Eu puxava toda aquele ar úmido pra dentro dos meus pulmões e abria os braços quase como se pudesse abraçar o vento. Aqueles poucos raios de sol que escapavam do mormaço tocavam a minha pele de uma maneira tão sublime, fazia tanto tempo que eu não sentia algo assim! Ai ai ... Como sou apaixonada por praia! Como sou apaixonada por natureza! Como sou abençoada por ter crescido num lugar assim !!
Eu não sei descrever o que me apaixonou mais, nem o por quê! Talvez fosse a minha eufória por não ter dormido ... Mas posso lhes dizer que foi uma sensação muito boa! Cada detalhe na praia pra mim foi como um toque de carinho. Se hoje fosse uma despedida, teria sido perfeita. A areia fofinha nos meus pés, o vento úmido, os raios de sol quentinhos contrastando com o vento úmido que ia diminuindo aos poucos ... Quase que instintivamente, fui até a beira d'agua, molhei os pés ... A água estava perfeita.
Convenci o Carlos a entrar comigo, deixamos nossas coisas na areia e corremos até a água como duas crianças hahaha! Fui puxar o braço dele, coitado, finquei as unhas nas suas costas, e ele começou a rodopiar de dor, quase o Lago dos Cisnes em Praia Grande hahahahaha ...
Na água foi só alegria né, mergulhei GOSTOOOOSO, a água PERFEEEEEITA! A sensação foi muito muito boa! Sabe quando estamos morrendo de calor, e tomamos um banho frio ? Aí dá pra sentir todos os músculos relaxarem ? Foi tipo assim que aconteceu.
... Pisei num siri enquanto estava na água, o coitado mexeu as patinhas para não morrer esmagado e eu quase tive um ataque do coração! Saí pulando com os olhos arregalados, acho que foi meu momento mais gay! hahaha !
Mas não pensem bobagens, eu não tive uma manhã romântica com esse Carlos haha, o mais emocionante de tudo isso, é que em nenhum momento parecemos um "casalzinho" alone na praia. Fomos crianças crescidas a manhã inteira. Só pelo prazer de brincar na água, nos machucarmos, rirmos de coisas bobas e curtir aquela praia LINDA!
Foi realmente tudo de bom! Vai ficar na minha lista de momentos especiais. SÓ FALTOU UMA PRANCHA! Nossa e como faltou! (mas o mar não tinha onda de qualquer forma ..)

6:00 horas da manhã o sol me toca
Uma paz que renova tudo em minha volta ♪



sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Odeio despedidas.



Certa vez, quando eu era criança, ouvi minha irmã dizer que odeia despedidas. Naquela época eu não entendi, e achei ela uma boba chorona por dar tanta importância a uma coisa tão pequena! Mas hoje, devo assumir que concordo: EU ODEIO DESPEDIDAS.
Eu não sei por qual motivo ela odiava também, nem acho que terei tempo de perguntar tão cedo [... hmmm, ninguém sabe nada da minha vida pessoal no que diz respeito a minha familia né? hahahaha] Mas o fato é que eu odeio, porque me apego a tudo. Me apego a pessoas, situações ... Aí as coisas acabam, e mesmo muitas vezes acabando naturalmente, se eu olhar pra trás ... Dói tanto.
Eu fico até sem ar.
Dói pensar que a minha adolescência está no fim, que o colégio não volta mais, que meus amigos vão estar longe e que nada mais será como antes. Muita coisa vai mudar pra melhor, eu sei que tudo tem seu lado bom ...
Mas é que, se eu realmente olhar pra trás, pra pensar em tudo e fazer um bom discurso .... Minha garganta vai apertar e eu vou querer chorar.

Mas preciso fazer um post no blog Galera do Rolê, que é um blog em participação de todos os meus amigos de colégio, naturais de boas cabuladas de aulas HAHAHA. Meu Deus, como estou adiando para escrever no Galera do Rolê por puro medo inseguro e imbecil. Mas vou fazer um post. Cedo ou tarde. E que Deus me ajude hahaha.

Já deixo o link pra vocês, desde já http://galeradorole2010.blogspot.com/




Boa sorte pra mim!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Homem Objeto


E o homem diz:

"  Ainda sinto a dor do golpe,
que sangrou os meus desejos!
Confundiu meu paladar,
e eu bebi sem degustar,
o doce veneno dos seus beijos ...

Eu só queria ser FELIZ!
Me esqueci o que o poeta diz:
Que o homem que é escravo de um sorriso, vai perder as rédeas do juízo "



E quem é que resiste a um rostinho de anjo?
Há um chamego ...
Nem EU resisto.
Cuidado rapaz, mulheres são manipuladoras de corações (:
(você resiste ?)


Grande Erasmo Carlos (:

Amor Amó

"Qual é o gesto que faz o seu amor entrar em movimento?" É o subtítulo da propaganda do perfume natura AMÓ.
Eu achei simplesmente lindo, vou acabar comprando só por causa da propaganda (mentira, o cheiro é bom. Mas a propaganda ajudou bastante) !

Eis algumas imagens da propaganda


Amó, uma linha inspirada em chamegos, amassos e gestos que colocam o seu amor em movimento ...



 O amor de TODOS OS DIAS ...



O amor da vida real.
E perfeito, porque é de verdade,



Cultivado com gestos, do jeito de cada um.


Amó, amor em movimento.


Na minha opinião, é exatamente isso que retratam no vídeo:  as pequenas coisas, os detalhes que movimentam o amor. Aquele pequeno gesto que te apaixona. Não só pelo seu marido, namorado ou rolo. Mas TUDO!
Com seus familiares, com o seu cachorro, seus amigos, seus vizinhos ...
Tudo que movimenta o nosso amor, são esses pequenos detalhes. Aquele passeio no parque, aquele final de semana, aquelas idas ao ponto de ônibus para vê-lo ir trabalhar, aquele churrasco em familia que os seus primos pestes correm pela casa, seu cachorro faz xixi na na sala, seus tios te apressam para terminar a caipirinha e sua mãe grita pra limpar o xixi do cachorro, mas que se não acontecer no próximo feriado, será deprimente! Aquela festa do pijama na casa das duas amigas ... Detalhes que juntos, formam histórias que nos marcam pra sempre, e constroem nosso dia a dia.


E você? O que coloca o SEU amor em movimento?

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

A mulher que traía .

Era um vez, uma mulher que traía.
Ela enganava, ela magoava ... E era até divertido pra ela.
Ela nunca soube o que é amar de verdade ?
Por que ela era daquele jeito ?
Antes de chama-la de vadia mentirosa, você já parou pra pensar nos danos psicológicos que ela teve para ser assim ?
Você já parou pra pensar, que ao invés de trata-la como se fosse um objeto, ela só precisava que alguém mostrasse o quanto é valiosa a confiança das pessoas,
e que nem tudo se revolve com pedras?

Um dia, essa mulher que traía, foi uma garotinha boba que acreditou em alguém, assim como você acreditou nela.
E essa pessoa, acabou com todas as esperanças e confiança que ela tinha no seu semelhante.
Você sabia, que essa mulher que traía, não traía pra te magoar ?
Eu aposto que não.
E você sabia que essa mulher que traía, só fazia isso pra se divertir, e inconscientemente se vingar daquela primeira pessoa que ela conheceu, e a corrompeu ?
Você sabia, que ela, como você, tentou incansavelmente provar pra si mesma, que nem todos eram podres e mentirosos ?
Mas ela não conseguiu êxito.
Nunca.
Até hoje.
E você é tão melhor que ela, que ao invés de procurar entender, se limita a classifica-la como "vagabunda, para diversão" como se ela fosse um tipo de roupa. "Essa eu só uso pra balada" .
Se você conhecesse pelo menos um terço da história dela, e de todas as outras mulheres que "não prestam",
o que ela seria agora, pra você ?
Quem é a vítima ?
E quem é o culpado ?
Já parou pra pensar, o passava pela cabeça também, do Homem que traía ?
Por que ele traía ?
Quem ele foi, antes de corromper a mulher que traía ?

Pense ...

Na solidão de casa, penso no futuro.


Acabei de chegar em casa. Vazia. (Eu ainda moro com os meus pais, mas tenho planos de me mudar dentro de um ou dois anos. Haha, não vão me agourar em!) Sempre quando chego em casa e vejo essa casa vazia fico realizada. Sempre gostei disso, da casa livre só pra mim. É quase como morar sozinha: posso andar sem roupa pela casa, posso fazer a sujeira que eu quiser na cozinha (contanto que limpe depois hahaha) e posso refletir em paz. Mas não é exatamente igual a morar sozinha. Aqui na casa dos meus pais, tem a presença deles em tudo. É esse o lado bom de morar com eles! Me sinto acolhida de certo modo. E tem os meus anjinhos pra me seguirem pela casa! É essa também a desvantagem de morar sozinha ; meus cães não vão junto. Quando eu chegar em casa, o Max não vai vir me receber no portão, o Nick não vai sentar no corredor esperando para pular em mim, a Mika não vai virar de barriga pra cima e mordiscar os outros cães de felicidade, a Marry não vai uivar e a Holly não vai me seguir até o banheiro e deitar no tapete me esperando pacientemente. Na verdade, é quase deprimente morar sozinha: vou chegar num apartamento vazio, ninguém vai me receber além dos meus próprios fantasmas e as contas pra pagar. Não vai ter comida feita nem roupa lavada. Não vai ter ninguém pra ouvir sobre o meu dia. Mas eu corro sempre pra esse destino de viver só. E sinto felicidade em pensar em morar sozinha, ser independente, ir e vir quando quiser. Mas nesse momento, só nesse exato momento, não estou conseguindo enxergar o lado bom ...
É grande cidade, me acolha e cuide desse coração.

Fui rejeitada, e os homens valem a pena.


Eu sempre falei mal dos homens.
Eu sempre pensei que nunca conheci nenhum que fosse homem o suficiente, e sempre disse que precisava de um homem de verdade na minha vida.
Eu posso estar enganada de novo, ele pode ser só mais um lixo que cruzou alguma parte da minha vida.
Mas acho que encontrei o cara raro!
Eu vou explicar: por mais bonzinho que seja, por mais apaixonada que eu estivesse, no fim eu nunca conheci alguém digno. E um bom exemplo disso, foi quando eu descobri que um garoto que eu já tinha ficado estava namorando. Namorando com aliança e tudo. Na minha opinião ele parecia tão inofensivo que eu tinha até medo de magoá-lo. Mas quando eu fui comentar sobre o fato de termos ficado e ele estar namorando, ele se limitou a dizer que "dá nada". Ou seja, "não tem problema" . Poxa, tem sim. Mas não é esse o caso. O CASO É: conheci um cara, e esse, diferente de TODOS OS OUTROS, me rejeitou. Porque está apaixonado. Claro que eu achei ele um babaca, ninguém gosta de ser rejeitado. Mas agora, que eu vi o quanto ele gosta da garota ... Então eu estou FELIZ por ser rejeitada, porque ele não me rejeitou por ser fiel ao próprio sentimento em relação à ela! ... Hahaha, esse sim é DIGNO! A garota pelo visto não quer nada com ele. Ou não quer mais. Vai saber. Mas ele me rejeita, porque é DELA que ele gosta. Só ela.
F-O-D-A!
Os homens ainda tem salvação! hahaha
Estou surpresa! E FELIZ!
Hahaha ...



''Eu disse talvez
você vai ser aquela que me salvará
E apesar de tudo
Você é minha protetora ♫ ,,


Wonderwall do Oasis, realmente é FODA. (:
Me inspirou à esse post.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Citação de One Tree Hill

-- '' Nesse momento há 6 bilhões, 470 milhões, 818 mil, 671 pessoas no mundo. 
 Algumas estão fugindo assustadas ... Algumas estão voltando pra casa. 

Algumas dizem mentiras pra suportar o dia. Outras estão somente agora enfrentando a verdade. Alguns são homens maus indo contra o bem. E alguns são bons lutando contra o mal. 
Seis bilhões de pessoas no mundo, Seis bilhões de almas. 
E ás vezes tudo que nós precisamos é apenas uma. ''

Eu desisti. Mas por quê ?


Oi pessoas !

Hoje eu estava no twitter, quando comecei a relatar um caso antigo, que me aconteceu quando eu ainda era pré-adolescente.
O fato é que eu, como toda menina de 12 anos, era apaixonada por um rapaz. Tinha um amor platônico por ele. Mas ele era muito "garanhão" pra mim naquela época, coisa de garoto. Eu com 12 e ele com 16, não era de se esperar muito né. Hahaha, ele tentava ficar comigo, e eu não ficava, insistindo no amor platônico (na verdade eu tinha medo, porque nunca tinha beijado ¬¬). Então ele cansava, e partia pra minhas amigas. Claro que eu ficava horrorizada HAHA ...
Então, depois de toda aquela fase piegas, sofrida hahaha me desapeguei do rapaz. Até que essa pieguisse durou cerca de uns 2 anos ou um pouco mais. Mas acabou. E só me restou aquela frustrante sensação de que ele sempre me passava para trás. Me enchi de ódio, JUREI que iria ficar tão sedutora que iria ficar com ele anos mais tarde, só pra saber o que tinha "perdido" e depois, o deixaria na pior. Apaixonado, e sozinho, assim como eu fiquei por tempos e tempos, sempre pensando nele. Haha'
É claro que isso foi uma idéia pós-raiva que tive. E algum tempo depois me esqueci de tudo isso. Mas ironicamente, ele voltou pra mim. E ficamos. Porém, mesmo com todas as armas na mão pra faze-lo sofrer, me dá uma preguiça. Agora ele é tudo que eu queria: frágil, cansado de tantos relacionamentos frustrados. Eu diria até, que somos um tanto parecidos. E eu vou desperdiçar essa chance de deixá-lo pior.
Já posso até imaginar a cena dramática, como se fosse um filme, de eu mesma passando a mão na minha própria cabeça cheia de cachinhos de quando eu tinha 12 anos e dizendo "Sinto muito, não vou fazer o que prometi."
Que dilema! Sei que é só um capricho, mas é tão estranho quebrar uma promessa com si mesmo.
E aquele cara tem muito o que aprender ainda. Mas quem sou eu pra julgar ?
Nem é mais com ele que me preocupo. Vou deixa-lo em paz.
O que vocês acham ?

Eu tô aqui pra aprender, não pra julgar. Quem pode me julgar, quem ? ♪

sábado, 20 de novembro de 2010

É cedo ou tarde demais pra dizer adeus, pra dizer jamais ♪




Olá pessoas! Cá estou eu NOVAMENTE, após séculos sem postar.
Espero que daqui pra frente, eu me torne mais responsável com meu blog --'
E pare de usar de tanta infantilidade.

Bom, agora sim estou realmente no fim das aulas. Acho que só tenho aula nessa segunda feira e bye-bye. Vou sentir saudade da galera, passei anos da minha vida acostumada a essa rotina. Mas devo confessar que os 3 anos mais incríveis da minha vida, foram nessa escola, enquanto cursei o ensino médio. Conheci pessoas muito especiais, desde amigos à professores. É, vivi uma novela nessas últimos 3 anos.
Vou assumir também, que estou com a garganta apertada enquanto escrevo esse post. Estou fazendo o máximo pra não pensar em despedidas desde ontem. Até vim pra casa mais cedo, ao invés de ficar na porta queimando cadernos (acho vandalismo, também. Poderia ser reciclado.) e falando bobagens ... Mas acho que aquele cheiro bom de papel queimando, e as vozes ao fundo nunca vão sair da minha mente ... Mas não é uma despedida. Ainda não. Eu tenho aula na segunda, não é despedida. Não, não, não.

Agora estou próxima da parte estilo filme americano né? Hahahaha, a parte em que cada um se forma, os mais próximos tomam um porre juntos e depois somem. Arranjam trabalhos, compram carros usados e vão embora da pequena cidade, atrás de seus sonhos. É assim ? Ou estou idealizando demais ? ... Não me parece tão ruim ... Afinal, são novas descobertas ... Dá uma sensação de aventura, me dá até uma certa empolgação!
Acho engraçado também, nos imaginarmos daqui a alguns anos. Alguns terão filhos, outros estarão casados.. Alguns ainda estarão morando com os pais, e quem sabe até um de nós não namore e casa HAHAHA! Seria muito divertido encontrar a galera do colégio, e depois ver que alguns fizeram faculdade juntos e casaram !
Espero que acima de tudo, tendo contato daqui pra frente ou não, todos sejam felizes.
Convivi com cada um deles, quero o melhor pra eles, assim como quero para mim.
E já falei demais!